Imenso iceberg poderá se desprender a qualquer momento

A Antártica vive novos momentos de tensão com a imensa rachadura que tem chamado a atenção de todo o mundo..

Resultado de imagem para larsen c

A Antártica vive novos momentos de tensão com a imensa rachadura que tem chamado a atenção de todo o mundo. Segundo os especialistas, a rachadura está prestes a se romper, podendo se tornar um gigantesco iceberg dentro de semanas ou de apenas dias.

Um relatório divulgado no dia 28 de junho, revelou que a plataforma de gelo apelidada de Larsen C, está atualmente aumentando a largura da fenda em mais de 10 metros por dia. Segundo os cientistas revelaram no relatório, a velocidade com que a fenda tem aumentado, praticamente triplicou entre o período de 24 a 27 de junho.

O Projeto Midas, da Universidade de Swansea, revelou que as suas observações realizadas ao longo da rachadura, não é o suficiente para observar a fenda completamente. Segundo as observações, o comprimento da fenda se manteve estável nos 175 quilômetros de comprimento. Os pesquisadores avaliam que somente 13 quilômetros de gelo ainda mantêm a plataforma que mede em torno de 5 mil quilômetros quadrados preso à geleira. O bloco de gelo é tão grande que equivale ao Distrito Federal, e quando a fenda for rompida, a plataforma de gelo será mais uma dos dez maiores icebergs que já existem em todo o mundo.

Os cientistas revelaram: “As imagens mostram claramente que o iceberg permanece ligado à plataforma de gelo em seu extremo oeste – por enquanto”.

O aumento na rachadura passou a ser consideravelmente maior após uma porção de gelo da plataforma ter criado uma bifurcação, vista pela primeira vez no início do mês de maio com o auxílio de imagens de satélite. Os dados apontam que com o desprendimento do iceberg, a plataforma Larsen C terá uma perda de 10% do total de sua área, sendo a maior retração registrada. Além disso, os cientistas ainda avaliam que quando o bloco de gelo se soltar, a paisagem bastante conhecida da Antártica ficará diferente.

Felizmente, os níveis dos oceanos não se modificarão com o desprendimento do bloco de gelo. No entanto, com a ruptura desse iceberg, outros novos blocos de gelos poderão se desprender, fazendo com que as geleiras acabem descongelando. Nesse último caso o nível dos oceanos terá um aumento significativo.

A rachadura na plataforma de gelo Larsen C, tem sido monitorada desde o início pelos pesquisadores. Isso porque outras duas grandes plataformas, a Larsen A e a Larsen B, passaram por grandes colapsos de desprendimento de gelo, nos anos de 1995 e 2002, respectivamente.

Mas o foco dos cientistas ficou por conta dos últimos três meses, quando o bloco de gelo apresentou um acelerado aumento na fenda. As explicações para essa ruptura, segundo os cientistas, está em um fenômeno geográfico. Evidentemente, as mudanças climáticas podem ter antecipado o rompimento, que naturalmente deveria acontecer mais lentamente.

 

This article was written by BeaC.